sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Efectivamente, ser poeta é ser mais alto!!

Eu adorava ser poeta, mas gostava mesmo, de fazer poemas como Fernando Pessoa, de rimar como a Florbela, ou simplesmente compor como o Carlos tê, mas infelizmente, não sou um escritor, não consigo recrear os meus sentimentos num texto fantástico e ritmado como criam os verdadeiros Poetas, apenas escrevo prosas de qualidade puramente amadora cheias de erros ortograficos e gramaticais.

Adorava tocar um instrumento, era lindo fazer-te uma serenata, mas não sei, nem cantar sei, envergonho-me de não conseguir transmitir os meus sentimentos com tamanha elegância ao ponto de provocar lágrimas ao seu destinatário. Mas não cedo apesar de não ter toque musical, adoro musica e uso as letras como serenata, apesar de não ser cantada, poderá ao menos ser lembrada durante talvez um mês.

Adorava saber Pintar. E desenhar-te em carvão , aguarela, óleo ou guache, mas não sei, Talvez uma fotografia?? Não é a mesma coisa... Não ira ser nada de especial... uma coisa que guardarias numa caixa com todo o carinho, ou punhas num passpatour, mas como digo ira sempre ganhar pó...

Adorava ser Magico, E poder fazer aparecer uma Rosa da tua orelha, ou um coelhinho da tua bolsa, mas não sou, o único truque que sei fazer é fazer-te uma caricia, e sorrir enquanto admiro o teu olhar.

Ou mesmo comediante, Fazer te rir a toda a hora, e assim conseguir apreciar o teu sorriso eternamente, mas mais uma vez, nao sou, apenas sei fazer umas palhaçadas ridículas, que podem provocar uma gargalhada rápida mas talvez não memorável...

Sou um simples mortal, que não tem a capacidade de conquistar a imortalidade que os poetas conquistam , mas mesmo assim, seguindo a minha natureza humana, pego nos meus pequenos dons, e tento com eles criar algo que viva pelo menos uma semana, que realmente impressione e que realmente seja adorado.

Sou um mero Rapaz, mais um na multidão, indistinguível, mas isso não e mau, gosto de ser quem sou e apesar de não me distinguir em nada de especial, esforço me e talvez consiga a imortalidade na cabeça de uma simples pessoa... e ai, já poderei morrer, pois já deixei a minha marca no mundo...

3 comentários:

miguel disse...

"a imortalidade na cabeça de uma simples pessoa..."

já ganhaste a imortalidade na minha cabeça. Já podes morrer feliz... lol

Na brincadeira.

O verdadeiro dom não é dislumbrar mas seduzir o coração e alma de quem nos rodeia. :p

E nisso tu és o matador...

Grande texto!!! Não temos poeta... mas temos escritor. Quero ver o romance!!!!!!

Abraços

Frankie disse...

Bem eu iiiiiiiiiiiiiiiiia comentar o post mas antes TENHO que mandar uma boca se não rebento!

(Obviamente que a boca é para o "vizinho de cima" aqui da caixa de comentários! -que por acaso, neste momento tb é o meu "vizinho do lado" e me está a desconcentrar com sonoras gargalhadas-)

(Por isso, se os comentários forem extremamente degradantes já sabes quem culpar!)

;)

Pois é: MigueLITO!!! :p

Eu não sei se já te tinha dito mas es TAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAO EGOCÊNTRICO!!!!

(Diz ele que só te queria deixar morrer em paz :)

E agora nós, "Rickinho"!

Sim senhor, desta vez surpreendeste-me.

Só duas palavras:
Muito bom.

M-e-s-m-o!
(ok, 3!)

Beijinho, mano*****
(mis)behave

Ricky Malfoy disse...

Miguel: obgdao pelo comment... quanto ao Romance nao me parece lolol

Frankie: duas palavras :tou corado.

Não sei o que me deu na cabeça... mas sinceramente parece que ate tou a ficar com algum, vá lá um bocadinho, jeitinho para a coisa... :p Se a julia Serra visse....